Guia de cultivo de interior com LED

560
SHARES
Tempo de leitura 8 minutos
Um cultivo interior de plantas de maconha iluminado por painéis LED criando um belo ambiente roxo
Um cultivo interior de plantas de maconha iluminado por painéis LED criando um belo ambiente roxo

 

O cultivo interior com iluminação LED tornou-se uma técnica revolucionária no mundo da cannabis. Esta modalidade de cultivo, que começou a ganhar popularidade na última década, transformou a maneira como os cultivadores abordam o processo de crescimento de suas plantas. Graças aos focos LED de cultivo, os cultivadores agora podem desfrutar de um maior controle sobre as condições de crescimento, otimizando a qualidade e quantidade de suas colheitas. Com seu baixo consumo de energia e sua eficiência na produção de luz, o cultivo interior com LED não é apenas uma opção sustentável, mas também altamente eficaz. Se você está interessado neste tipo de iluminação para cultivo indoor, não deixe de ver este artigo de nosso blog que fala sobre os melhores LEDs para maconha.

 

 

Como Cultivar com LEDs

 

O cultivo com luzes LED (Diodos Emissores de Luz) envolve usar essa tecnologia avançada para fornecer às plantas de cannabis a luz necessária para seu crescimento e floração. Ao contrário das tradicionais luzes HID (descarga de alta intensidade), os LEDs são mais eficientes energeticamente, geram menos calor e podem ser ajustados para emitir espectros de luz específicos que beneficiam diferentes estágios do ciclo de vida da planta.

 

Vantagens e Benefícios do Cultivo com LEDs

  • Eficiência Energética: Os LEDs consomem significativamente menos eletricidade que as opções de iluminação tradicionais, o que se traduz em uma economia considerável na conta de luz.
  • Menor Emissão de Calor: Os LEDs geram menos calor, reduzindo a necessidade de sistemas de refrigeração adicionais e diminuindo o risco de superaquecimento das plantas.
  • Espectro de Luz Ajustável: Os LEDs permitem ajustar os espectros de luz de acordo com as necessidades da planta, o que pode melhorar a qualidade e potencializar a produção de canabinoides e terpenos.
  • Longa Durabilidade: As luzes LED têm uma vida útil mais longa em comparação com as opções tradicionais, o que significa menos substituições e manutenção.
  • Impacto Ambiental Reduzido: Ao consumir menos energia e ter uma vida útil mais longa, os LEDs são uma opção mais sustentável e respeitosa com o meio ambiente.

 

 

Cultivo Indoor LED Passo a Passo

 

O cultivo de cannabis com luzes LED em ambientes internos envolve uma série de passos específicos que se diferenciam dos métodos tradicionais com luzes HPS ou outras. A seguir, apresentamos um resumo passo a passo para cultivar com LED, destacando as diferenças chave com outros métodos de iluminação:

  1. Seleção de Luzes LED Adequadas: Escolha luzes LED com o espectro adequado para as fases de crescimento e floração de suas plantas. Existem focos que têm um espectro ideal para crescimento vegetativo, e outros perfeitos para floração, mas atualmente a maioria dos modelos novos que aparecem no mercado oferecem um espectro que serve tanto para a fase de crescimento como para a de floração.
  2. Configuração do Espaço de Cultivo: Certifique-se de que seu espaço de cultivo tenha ventilação suficiente e esteja livre de obstáculos para a luz. Com essas luzes não é necessário instalar um refletor, e em alguns casos podem ser colocadas fixas na parte alta do armário. Embora os focos de cultivo LED gerem pouco calor, é preciso facilitar uma boa ventilação do armário de cultivo, e é imprescindível o uso de filtros de carvão anti-odor.
  3. Plantio e Germinação: Plante suas sementes e use um espectro de luz LED mais azulado para promover o crescimento de plântulas no caso de seu foco ser ajustável neste sentido. Para o resto das luminárias LED, durante essas fases é aconselhável afastar a distância do foco até que as plantas sejam maiores.
  4. Fase Vegetativa: Use um espectro de luz com mais azul e branco durante a fase vegetativa se sua luminária puder fazer isso, e ajuste a intensidade de acordo com o crescimento das plantas. Uma vez que as plantas já têm folhas grandes, pode-se aumentar a potência ou intensidade da luz, além de aproximar o foco para deixá-lo a cerca de 40 cm aproximadamente.
  5. Fase de Floração: Mude para um espectro com mais vermelho para estimular a floração se seu foco permitir fazer isso, ajustando a altura e intensidade das luzes conforme necessário, e se possível adicione luz UV para aumentar a produção de resina e óleos essenciais. Na floração, pode-se aproximar o foco até 20 ou 30 cm, e não é má ideia verificar a profundidade da luz para fazer uma poda de baixos e eliminar os ramos que não recebem o suficiente.
  6. Rega e Nutrição: Monitore cuidadosamente a umidade do substrato e ajuste a rega e a nutrição de acordo com as necessidades das plantas. Tenha em mente que ao cultivar com LED, é possível espaçar mais as regas, pois ao não produzir quase nada de calor, as plantas transpiram menos. Isso não quer dizer que possam assimilar menos alimento, porque o fato de criar um espectro muito parecido ao do sol e uma grande potência luminosa, as plantas são capazes de assimilar bastante comida.
  7. Colheita: Observe cuidadosamente o desenvolvimento dos tricomas para determinar o melhor momento para colher. Se você puder ajustar o espectro de luz, nesta fase pode-se combinar o vermelho com o azul e o branco, além da luz UV. Nesta fase é muito bom o fato de que os LEDs quase não aumentam a temperatura, porque baixar alguns graus durante os últimos dias de vida das plantas pode ser muito benéfico.

 

 

 
Download completely free the marijuana dictionary
Free Download Cannabis Dictionary 2023 Edition
Insert a correct email address
You must accept the privacy policy
SITE OF SHOPS ONLINE S.R.L with CIF: B98262777 and address for notifications in C/ VEREDA MAS DE TOUS Nº 22 LOCAL C, 46185 LA POBLA DE VALLBONA, VALENCIA, Phone: 961658271 Email: customer(at)pevgrow.com
At the name of Consulting we process the information you give us in order to provide the requested service, perform the billing of the same. The data provided will be kept as long as the business relationship is maintained or for the years necessary to comply with legal obligations. The data will not be transferred to third parties except in cases where there is a legal obligation. You have the right to obtain confirmation as to whether SITE OF SHOPS ONLINE S.R.L. is processing your personal data and therefore you have the right to access your personal data, rectify inaccurate data or request its removal when the data is no longer necessary
 

Produção de Cultivo LED

 
Quando se trata do cultivo de cannabis com iluminação LED, uma das principais preocupações dos cultivadores é a produção: Como as luzes LED afetam o rendimento e qualidade dos brotos? A seguir, exploramos como o cultivo com LED influencia na produção de cannabis.

 

Eficiência e Qualidade Melhoradas

O uso de luzes LED para o cultivo interior de cannabis oferece várias vantagens que podem influenciar positivamente na produção:

  • Espectro de Luz Otimizado: Os LEDs permitem manipular o espectro de luz, o que pode otimizar o processo de fotossíntese e promover um crescimento mais saudável e vigoroso das plantas.
  • Menor Estresse por Calor: As luzes LED geram menos calor em comparação com as HPS, reduzindo o estresse térmico nas plantas. Isso pode resultar em um crescimento mais robusto e um desenvolvimento melhorado dos brotos.
  • Desenvolvimento de Tricomas e Terpenos: A capacidade de ajustar o espectro de luz com os LEDs pode melhorar a produção de tricomas e o desenvolvimento de terpenos, o que por sua vez pode aumentar a potência e melhorar o perfil aromático dos brotos.

 

Comparação com HPS em Termos de Produção

Embora as luzes HPS tenham sido a escolha tradicional para o cultivo interior devido à sua intensidade luminosa, os LEDs estão ganhando terreno graças à sua eficiência e eficácia:

  • Produção por Watt: Os LEDs são geralmente mais eficientes que as HPS em termos de produção por watt de eletricidade consumida. Até a aparição das luzes de cultivo LED, sempre se tinha em conta a barreira do grama/watt, porque se as luminárias consumiam 400w, o desafio era conseguir 400 gramas em seco, algo que não era nada fácil por outro lado. Em contrapartida, os LEDs podem chegar a produzir 2 gramas por cada watt consumido, um rendimento impensável há alguns anos.
  • Qualidade do Brotos: Muitos cultivadores relatam que os brotos cultivados sob LED têm uma qualidade superior, com melhor sabor e aroma, e isso se deve precisamente ao espectro de luz tão similar ao natural produzido pelo sol, que faz com que as plantas gerem mais tricomas, maiores, com mais óleos essenciais, que além disso contêm mais canabinoides, terpenos, e outros compostos aromáticos.

 

Considerações para Maximizar a Produção com LED

Para obter os melhores resultados na produção com luzes LED, considere o seguinte:

  • Investimento Inicial: Os LEDs geralmente requerem um maior investimento inicial, mas sua eficiência e vida útil mais longa podem compensar esse custo a longo prazo. Com o preço que está chegando o quilowatt de eletricidade, pode-se dizer que em 2 ou 3 cultivos pode-se recuperar o investimento do foco graças à economia na conta elétrica.
  • Manejo Adequado do Cultivo: Certifique-se de otimizar outros fatores do cultivo, como o substrato, nutrientes, rega e condições ambientais, para tirar o máximo proveito de suas luzes LED.

 

 

Consumo de Foco LED em Cultivo

 
O consumo energético é um aspecto crucial ao escolher a iluminação para o cultivo de cannabis. Os focos LED se destacaram por sua eficiência energética em comparação com outras tecnologias de iluminação como as HPS, LEC, HM ou as CFL. A seguir, detalhamos o consumo real dos LEDs de acordo com diferentes potências e como se comparam com outras tecnologias em termos de rendimento e eficiência.

 

Consumo Energético de LEDs por Potência e equivalência com HPS

O consumo energético de um LED é medido em watts (W). Aqui apresentamos uma estimativa do consumo real para diferentes potências de focos LED em comparação com as clássicas HPS para cultivo indoor:

  • 200W LED: Consumo real aproximado de 200 watts por hora, que equivale aproximadamente a 300w de HPS.
  • 300W LED: Consumo real aproximado de 300 watts por hora, que equivale a uns 450w HPS.
  • 400W LED: Consumo real aproximado de 400 watts por hora, que se pode comparar com um foco de 600w HPS.
  • 600W LED: Consumo real aproximado de 600 watts por hora, que seria similar a uma luminária HPS de 850w.
  • 800W LED: Consumo real aproximado de 800 watts por hora, similar a 1100w HPS.
  • 1000W LED: Consumo real aproximado de 1000 watts por hora, o equivalente a 1350w de tecnologia HPS mais ou menos.

 

Comparação com Outras Tecnologias

As luzes HPS, por exemplo, consomem mais energia para produzir a mesma quantidade de luz que um LED. Além disso, geram mais calor, o que muitas vezes requer o uso de sistemas de refrigeração adicionais, aumentando ainda mais o consumo de energia total.

  • Eficiência Lumínica: Os LEDs convertem uma maior proporção de energia em luz, o que significa que um foco LED de cultivo de 600W pode produzir um rendimento comparável ou até superior a uma luz HPS de 800W ou mais. Além disso, o fato de produzir um espectro ideal, faz com que com esse consumo de eletricidade inferior se consiga também mais qualidade na colheita.
  • Menor Calor Gerado: Ao gerar menos calor, os LEDs reduzem a necessidade de ventilação e refrigeração adicional, o que se traduz em um consumo energético menor no geral. Isso quer dizer que no verão você pode prescindir do ar condicionado com a economia que isso supõe, além de necessitar menos extração de ar ou ventilação interior em todo momento.

 

Benefícios de Longo Prazo

Embora o investimento inicial em um sistema de iluminação LED possa ser mais alto, a eficiência energética dos LEDs significa uma economia significativa a longo prazo na conta elétrica. Além disso, sua maior vida útil reduz a necessidade de substituições frequentes, oferecendo uma economia adicional. Com a tecnologia HPS, LEC ou HM, é necessário trocar a lâmpada a cada ano aproximadamente, mas os LEDs podem durar 5 anos ou mais a pleno rendimento, calcule a economia.

 

 

Conclusão

O cultivo interior com LED marcou um antes e um depois no mundo da cannabis. Esta tecnologia não só representa um avanço em termos de eficiência energética e sustentabilidade, mas também oferece uma maior flexibilidade e controle sobre as condições de crescimento. Através da capacidade de ajustar o espectro de luz e o menor impacto térmico, os cultivadores podem otimizar o desenvolvimento e a floração de suas plantas, alcançando colheitas de alta qualidade. Além disso, a economia a longo prazo em consumo elétrico e a menor manutenção fazem dos LEDs uma opção inteligente e rentável. Sem dúvida, o cultivo indoor com LED está se consolidando como o método preferido para cultivadores novatos e experientes que procuram maximizar a eficiência e produtividade de seus cultivos. Se você curte esse tema, não perca uma comparação entre o foco de cultivo LED Lumatek 600w Zeus Vs Iluminação HPS de 600w para ver as diferenças.

 

 

FAQs

Que tipo de luz LED é usada para cultivo?
Para o cultivo de cannabis, são utilizadas luzes LED de espectro completo, que imitam a luz solar e fornecem a gama completa de cores necessárias para todas as fases de crescimento da planta, desde a germinação até a floração.

Quantos gramas se pode obter com um LED de 600W?
A produção pode variar dependendo de vários fatores, incluindo a variedade, as condições de cultivo e a experiência do cultivador. Em média, um LED de 600W pode produzir entre 500 e 1000 gramas, embora cultivadores experientes possam obter ainda mais.

Que luz é melhor para plantas de interior?
As luzes LED de espectro completo são geralmente consideradas as melhores para o cultivo interior de plantas, incluindo o cannabis, devido à sua eficiência, baixo consumo de energia e capacidade de fornecer um espectro equilibrado de luz necessária para o crescimento saudável da planta.

Click to rate this post!
[Total: 0 Average: 0]
Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais!
Fran Quesada Moya
Fran Quesada Moya
Editor da Pevgrow, ativista e aficionado pelo cannabis em todos os seus campos, especialmente na criação e desenvolvimento de novas variedades.
Veja mais postagens
Participate in the discussion

Leave a Comment